Arquivo de etiquetas: 10 de junho

Psicographário Poético #14 — © Frederico Mira George

Praia das Maçãs Dia 31 de Maio de 2014 Sábado [Av. António Garcia de Castro, Café »Chitas«. Psicographário Poético #14 » Viveu certo da existência das Crisalides, das tágides e das sirenes: encontrou ninfas de nome Sereia e tágides masculinas … Continuar a ler

Publicado em »Psicofraphário Poético« - Frederico 'W George | Etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Publicar um comentário

Poema número 7

Poema número 7 Praia das Maçãs Dia 2 de Agosto de 2013 Sexta-feira, 10h23m {Café “Chitas”} Ver e sentir nas veias todos os livros Todas as palavras de todos os mundos e ré- -ler versos como um sangue diurno que … Continuar a ler

Publicado em «Um Fósforo na Mão» - Narrativas & Outros Poemas | Etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Publicar um comentário

Poema número 6

Poema número 6 Praia das Maçãs Dia 1 de Agosto de 2013 Quinta-feira, 10h07m Uma explosão magnífica na garganta. Serpentes Subindo pelas cordas vocais até aos lábios. Anti- -palavras, não-gritos, álgebra mecânica da tosse Que acompanha o despertar nas manhãs … Continuar a ler

Publicado em «Um Fósforo na Mão» - Narrativas & Outros Poemas | Etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Publicar um comentário

Poema número 5

Poema número 5 Praia das Maçãs Dia 31 de Julho de 2013 Quarta-feira, 12h {Café “Chitas”} Restam as mãos do cérebro, que escrevem, Desenham, num papel muito limpo que tinha Guardado da primeira existência ao pé do Mar. Versos por … Continuar a ler

Publicado em «Um Fósforo na Mão» - Narrativas & Outros Poemas | Etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Publicar um comentário

Dez de Junho?

Dia de Camões!? Qual raça, qual Portugal, qual comunidades!, muito menos Camões. Nosso usurpado poeta! Má sorte a quem versos escreveu e por não ser lido, condenado à desgraça d’um eterno cárcere. Dez de Junho: poucas coisas me repugnam mais … Continuar a ler

Publicado em Diário Literário-Novas entradas | Etiquetas , , , , , , , , , , | Publicar um comentário