ÚLTIMA HORA — Poemas — Terceiro — © Frederico Mira George

Terceiro

{/despede-te dela, da Alexandria que se vai embora./

/aproxima-te da janela,

ouve com emoção, mas não

com as súplicas e queixas dos covardes,/

e despede-te dela, da Alexandria que perdes./

Kavafis (excertos do poema: 

«O Deus Abandona António»}

Em pequeno, ensinaram-me muitas coisas úteis.

Não seria necessário dar exemplos, mas agora que recordo: ensinaram-

-me a lavar a cabeça, a usar o dicionário, a pôr discos nos gira-discos e talvez

a mais útil ensinança, dar laços aos cordões dos sapatos, que 

me ficou para a vida. Ensinaram-me muitas coisas úteis, e é certo 

sou grato por terem tido essa gentileza comigo. Mas hoje,

a pensar no que não sei, no que nem me ensinaram, 

nem aprendi, constatei que não me ensinaram uma única maneira

de sobreviver às despedidas. Talvez eles, os que me ensinavam coisas úteis,

não se tivessem lembrado de como isso me seria útil no futuro, tão útil

como dar laços aos cordões dos sapatos, ou acender uma vela, ou

não soubessem. Ou quiseram esconder. Em última

hipótese, é possível que enquanto me ensinavam as coisas úteis, 

se estivessem também a despedir de mim.

11h16m

Frederico ‘W George

Várzea de Collares

Dia 18 de Abril de 15

Anúncios

Sobre Frederico Mira George — «Caixa Negra III»

Frederico Mira George: Escritor, Realizador/Autor/Locutor de Rádio, Artista Plástico
Esta entrada foi publicada em Diário Literário-Novas entradas. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s