O Veneno Solitário #15 — © Frederico Mira George

O Veneno Solitário #15

Villa de Collares
Largo dr. Carlos França
Dia 30 de Outubro de 14
{Salão Literário «Colares Velho»
«Mesa Carlos da Maia», Quinta-feira}

Décimo quinto
{«“[…] há dez anos em guerra, o coro de anciãos reúne-se frente ao palácio para manifestar o descontentamento e ansiedade que grassa em Argos. Qualquer desfecho em Tróia não tratará bons augúrios. […]„
Ésquilo, “Trilogia de Orestes„»}

Eterno aguardamento o destes velhos. São esgotados, descaídos
às grades do coreto, sem canto, fervidos do sol dilatando.
O palácio já não é palácio, ali edificaram um templo à vulgata
romana que é sempre cerrado. Não tem porta como um coro
não tem morte, existe contemporâneo aos séculos dos séculos.

E amarrada à fonte cor-rosa, Cassandra observa ancião a ancião
sem lhes sentir piedade ou respeito. Vê-os naquele fresco
satânico num prazer murmurado aos peixes. «¡De nada
serve envelhecer se estás privado do abismo terminal!»

14h02m
Frederico ‘W George

Anúncios

Sobre Frederico Mira George — «Arte»

Frederico Mira George: Escritor, Artista Plástico, Podcaster
Esta entrada foi publicada em O Veneno Solitário com as etiquetas , , , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s