O Veneno Solitário #5 — © Frederico Mira George

O Veneno Solitário #5

Várzea de Colares,
Dia 6 de Outubro de 14
Largo António Nunes Rodrigues Caruna
Molhe da Ribeira
{Café «C.da V.», Segunda-feira}

Quinto

Há sempre lisiantos frescos no quarto triangular
do escritor de romances. É a criada que lá os arranja, enquanto
ele dorme. Uma jarra verde. Talvez ela tenha intenções de surpresa,
ou uma motivação mística de o fazer obstúpido na manhã
em que revier à vigília. Onze meses já, que não emerge
da esfera embaciada dos caracteres. E mesmo assim, naquela
dedicação ganhosa da fé amorosa, a cada dilúculo, o escritor de romances,
dormente e mergulhado, teve lisiantos à espera do fim da história.

14h27m
Frederico ‘W George

Anúncios

Sobre Frederico Mira George — «Caixa Negra III»

Frederico Mira George: Escritor, Realizador/Autor/Locutor de Rádio, Artista Plástico
Esta entrada foi publicada em O Veneno Solitário com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s