Psicographário Poético #11 — Frederico Mira George

Praia das Maçãs
Dia 20 de Março de 2014
Quinta-feira
{Av. António Garcia de Castro,
Café »Chitas«}

Psicographário Poético #11

» O mar levou a areia do areal revelando
Nuas todas as pedras e rochas que há tantos
Milénios dormiam
Sob os pesados corpos dos banhistas.
Ruy Belo escreveu que Portugal
É o que o mar não quer. Se o Belo tinha razão —
(não se dúvida dos poetas que sabem mais de geologia
E geografia e de história e dos destinos divinos
Que os próprios anjos mensageiros e profetas) —, neste
Inverno o mar veio reclamar o quinhão nacional
A que sempre teve direito. A reconquista marítima
Da Lusíada. Se Deus quiser, o oceano continuará
A batalha, enfrentará os dragões de komodo da
Cristandade ibérica.
Felicidade aos árabes, aos
Judeus, aos ciganos,
aos párias lusitanos!:
Portugal ao fundo do mar, e depois Castela
Leão, Navarra a Andaluzia… Toda a península
Subaquatizada à espada pelos setenta e cinco reis do mar.
Depois do dilúvio revolucionário, alguns eleitos
Poderão ver do alto dos pirenéus franceses, o espírito
Del-Rey-Dom-Carlos a bordo do seu iate Amélia, recolhendo
Conchinhas e lulas gigantes à bolina do mar de Aljubarrota.

Frederico
10h35m

Advertisements

Sobre Frederico Mira George/Literatura e Rádio

Frederico Mira George: Escritor, Realizador/Autor/Locutor de Rádio, Artista Plástico
Esta entrada foi publicada em »Psicofraphário Poético« - Frederico 'W George com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s