Psicographário Poético #10 — Frederico Mira George

Praia das Maçãs
Dia 19 de Março de 14
Quarta-feira
{Av. António Garcia de Castro,
Café »Chitas«}

Psicographário Poético #10

» Em tempos, tive poderosas metáforas
A arder no sangue. Cortava as veias com aparos
muito finos vertendo plasma poético
sobre os rectangulares papéis de escrita.
Deixava manchar linhas e linhas e linhas
De um sangue filosófico, tão quente.
Conto isto, a está hora calva da manhã,
Neste dia a que com inocência chamo hoje,
Sem vergonha, sem desgosto, sem desgraça,
Contemplando a secura dos braços, a falta
De húmidade interna com que o cérebro combate.

Frederico ‘W George
11h55m

Anúncios

Sobre Frederico Mira George — «Caixa Negra III»

Frederico Mira George: Escritor, Realizador/Autor/Locutor de Rádio, Artista Plástico
Esta entrada foi publicada em »Psicofraphário Poético« - Frederico 'W George com as etiquetas , , , , , , , , . ligação permanente.

2 respostas a Psicographário Poético #10 — Frederico Mira George

  1. cristina t diz:

    brilhante!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s